Conecte-se conosco

Amazonas

Deputados aprovam reajuste salarial dos servidores da Assembleia e do Ministério Público

Os parlamentares autorizaram o aumento em 5,2% para os trabalhadores da assembleia e 4,31% aos funcionários do ministério

Funcionários exonerados estavam lotados no gabinete de Mayara Pinheiro – Foto: Danilo Mello

Deputados estaduais aprovaram por maioria de votos, no plenário da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (ALE-AM), nesta quarta-feira (05/05), o reajuste salarial para os servidores da Casa Legislativa e do Ministério Público do Estado do Amazonas (MP-AM). Os deputados que, em 2019, a pedido do governador Wilson Lima (PSC), barraram os reajustes dos funcionários públicos estaduais, autorizaram o aumento em 5,2% para os trabalhadores da assembleia e 4,31% aos funcionários do ministério.

Alegando coerência, o deputado estadual Serafim Correa (PSB) foi o único parlamentar contra os projetos que tramitaram em regime de urgência na casa. Segundo ele, a matéria deveria ser tratada a partir do ano que vem.
Os parlamentares de oposição Dermilson Chagas (Podemos) e Wilker Barreto (Podemos) parabenizaram a iniciativa da presidência da Casa pela atenção em atualizar os vencimentos e manter o poder de compra dos servidores da Casa, ao mesmo tempo em que lembraram a necessidade de revisão do Plano de Cargos e Carreira da Assembleia.

Em 2029, o governador Wilson Lima já havia congelado os salários do funcionalismo estadual do Amazonas até 2021. Em julho de 2019, a Assembleia aprovou, a pedido do governador, o Projeto de Lei (PL) 84/2019 que congelou o salário dos servidores do Estado até 2021, por 14 votos a sete, como parte do chamado ‘Pacote de Maldades’. No dia da sessão, houve protestos de todos os sindicatos de funcionários públicos do Estado. Na época, os deputados Wilker Barreto e Dermilson Chagas votaram contra o “Pacote de Maldades”.

© 2019-2021 - 18 Horas - Todos os direitos reservados.
Rede de Rádio Difusão Novidade Técnica LTDA
34.503.722/0001-80