Conecte-se conosco

Amazonas

Deputado estadual denuncia, mais uma vez, na Assembleia Legislativa, o estado crítico da rodovia que liga Manaus a Itacoatiara

Além de não cumprir o prazo anunciado, o Governo do Amazonas deixou a estrada com buracos em praticamente toda a extensão da via.

Carros ficam atolados em trechos da rodovia AM 010. (Foto:Reprodução)

O descumprimento da promessa do Governo do Estado de que as obras da AM-010 (Manaus-Itacoatiara) seriam finalizadas até dezembro de 2021 foi denunciado pelo deputado estadual Dermilson Chagas (Republicanos), nesta terça-feira (17), no plenário da Assembleia Legislativa. De acordo com o parlamentar, além de não cumprir o prazo anunciado, o Governo do Amazonas deixou a estrada em situação caótica: buracos em praticamente toda a extensão da via e trechos com atoleiros que já causaram acidentes, sendo alguns com vítimas fatais.

Na última segunda-feira, 16/5, o parlamentar visitou novamente a rodovia e constatou, durante o período em que esteve no local realizando a fiscalização dos serviços, que a obra está paralisada, pois não havia nenhuma máquina trabalhando durante praticamente toda a manhã. De acordo com o parlamentar, as empresas responsáveis pelas obras fizeram uma “encenação” após serem informadas de sua presença na rodovia, pois surgiram máquinas depois das 11h, justamente no momento no qual o parlamentar e sua equipe estavam filmando os trechos mais críticos da estrada.

“No ano passado, antes da homologação do contrato dessa obra, eu denunciei aqui da tribuna quem seriam os ganhadores. Revelei aqui os nomes das empresas que seriam contempladas. Denunciei também a baixa qualidade do serviço, o tipo de material que estão usando e a forma como estão fazendo a AM-010. Levei um especialista para analisar os materiais e as técnicas aplicadas e ele reprovou os procedimentos. Denunciei tudo isso e não me deram ouvidos”, lembrou o deputado Dermilson Chagas.

O parlamentar denunciou, nos dias 15 de maio e 9 de junho de 2021, por meio das suas redes sociais, os nomes das empresas que venceriam a Concorrência nº 002/2021-CSC, referente à contratação de empresas para a reforma da rodovia AM-010 (Manaus-Itacoatiara). Na ocasião, o parlamentar questionou o Centro de Serviços Compartilhados (CSC), que não se manifestou, e alertou o Tribunal de Contas do Estado do Amazonas (TCE-AM) e o Ministério Público do Estado do Amazonas (MPE-AM).

Para o deputado Dermilson Chagas, está havendo uma omissão dos órgãos de controle do Estado, porque os problemas são graves e incluem mortes de pessoas devido ao péssimo estado da estrada. Para o parlamentar, o Governo do Amazonas e os órgãos de controle têm responsabilidade nesses acidentes porque eles deixaram a rodovia chegar nesse nível de problemas.

“O impressionante é que o Tribunal de Contas não abriu investigação para saber se a operação de tapa-buracos de R$ 17 milhões colocou alguma gota de asfalto nessa estrada. Para tapar buracos, no ano passado, o governador do Amazonas pagou R$ 17 milhões, e o Tribunal de Contas não abriu investigação, e, até onde eu sei, o Ministério Público do Amazonas também não. Mas, a população que utiliza essa estrada diariamente sabe que não foi feita a operação tapa-buracos e, por causa disso, pessoas morreram e ainda estão morrendo, devido à precariedade dessa estrada, que é tremenda”, disse o deputado Dermilson Chagas.

Clique para comentar

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

16 − 10 =