Conecte-se conosco

Amazonas

Deputado denuncia: mulher de secretário da Sefaz-AM é sócia de dono de mega contrato

Wilker Barreto disse que A mulher do secretário é sócia de Biazzo na empresa Profit Cambio e Servicos Financeiros Ltda., cujo endereço é no mesmo prédio do da empresa Zona Norte, na Avenida Carvalho Leal, 1688.

O deputado estadual Wilker Barreto (Podemos) denunciou, na manhã desta quarta-feira, o que chamou de tráfico de influência do secretário de Fazenda do Amazonas, Alex Del Giglio. Segundo o deputado, no final de 2019, a mulher de Del Gliglio, Rosemeire Camilo Nunes Del Giglio, se associou a um dos sócios da Zona Norte Engenharia, Manutenção e Gestão de Serviços, José Ricardo Biazzo Simon. A empresa é uma das que mais recebe pagamentos do governo do Amazonas e só este ano já recebeu R$ 88,2 milhões do governo do Amazonas.

A Zona Norte te a concessão da construção, dos equipamentos e da manutenção do Hospital Delfina Aziz, em um contrato de 20 anos, no valor de R$ 2,3 bilhões, sendo R$ 118 milhões por ano, sem os aditivos. De acordo com o deputado, com base nos números do Portal da Transparência, o consórcio Zona Norte recebia mensalmente R$ 9,8 milhões, mas durante a pandemia de Covid-19 passou a receber R$ 12,4 milhões.

A mulher do secretário é sócia de Biazzo na empresa Profit Cambio e Servicos Financeiros Ltda., cujo endereço é no mesmo prédio do da Zona Norte, na Avenida Carvalho Leal, 1688.

O secretário Alex Del Diglio fez parte de uma comissão criada pelo governador Wilson Lima, no início da pandemia, para atuar na Secretaria de Estado de Saúde, após o estouro do escândalo da compra superfaturada dos ventiladores pulmonares da empresa importadora de vinhos, a FJAP.

Não é a primeira vez que o nome de Alex Del Giglio, que é técnico de Arrecadação de Tributos Estaduais da Sefaz, aparece em denúncias. Antes de ser secretário, ele autorizou pagamentos para o Contrato 013/2013, firmado entre a Sefaz e a empresa do famoso economista Samy Dana, que tinha sociedade Rosemeire Del Giglio.

Documentos mostram que o contrato com a empresa de Samy Dana totalizava R$ 270 mil e foi pago em parcelas mensais, para a prestação dos serviços de “consultoria especializada em Economia”, com delimitação para o trabalho de “Assessoria ou consultoria técnicas e auditorias financeiras ou tributárias”, no governo do Estado, na Secretaria da Fazenda.

A informação sobre o atesto de Alex Del Giglio em pagamentos para a empresa do sócio e da esposa aparecem em documentos intitulados de Termo de Execução de Serviço – TES”, nos quais revelam Del Giglio aparece como o fiscal do serviço. O economista Samy Dana mantinha também mantinha sociedade empresarial com o próprio Alex na ASR Consultoria em Gestão Empresarial Ltda., conforme dados da Receita Federal.

Clique para comentar

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezessete − 11 =

Need Help? Chat with us