Conecte-se conosco

Amazonas

Deputado cobra do Governo do Amazonas direitos de servidores que atuam no atendimento 190

Os profissionais recebem atualmente um salário de R$ 771,54, reajuste não acontece desde 2015

Em sessão híbrida da Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE-AM) desta terça-feira (23/11), o deputado estadual Wilker Barreto cobrou novamente do Governo do Amazonas o Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração (PCCR) dos servidores públicos da Secretaria de Segurança Pública do Estado (SSP-AM) que atuam na central de emergência policial (190). A cobrança do parlamentar atende a uma reivindicação da categoria, que pede reajuste no salário-base, atualmente de R$ 771,54, algo que não acontece desde 2015.

Para Barreto, a falta de valorização salarial e de um Plano de Cargos da categoria é um grave descaso do Executivo pelos 241 servidores da SSP que atuam na plataforma de atendimento 190, serviço essencial no recebimento de denúncias e ocorrências policiais na capital. “Parece até clichê a falta de compromisso e de verdade por parte deste desgoverno, mas eu preciso me posicionar a favor dos amigos servidores do 190, que pleiteiam seus justos reajustes salariais e plano de carreira. É num momento de desespero que a sociedade liga para o 190, quando está precisando do aparelho de segurança pública, eles são tão importantes quanto qualquer servidor”, pontuou o deputado.

O parlamentar afirmou, ainda, que o governo não incluiu nenhuma proposta de PCCR da categoria no orçamento estadual de 2022 e que irá cobrar da Secretaria de Estado em Administração e Gestão (Sead) e da SSP resoluções para os apelos da categoria. “Nós estamos votando o orçamento e para a tristeza dos caros servidores, nada consta nas propostas da lei orçamentária para o ano que vem. Então, faço essa cobrança para que a Sead, juntamente com a SSP, envie para esta Casa a proposta do PCCR desses servidores. Não é muita coisa para o Estado que gasta R$ 190 milhões com propaganda”, finalizou Barreto.

 

No dia 24 de junho de 2021, Wilker disseminou na tribuna da Assembleia Legislativa a reivindicação dos servidores públicos que atuam na central de emergência policial 190. Além da valorização salarial, a categoria clamava pela volta do pagamento em espécie do Vale-Alimentação, que vem sendo feito através do cartão.

Atualmente, são 241 Assistentes Operacionais, aprovados em concurso público de 2015, que operam na plataforma de atendimento.

© 2019-2021 - 18 Horas - Todos os direitos reservados.
Rede de Rádio Difusão Novidade Técnica LTDA
34.503.722/0001-80