Conecte-se conosco

Amazonas

Governistas Alessandra Campelo e Dr. Gomes serão presidente e relator da Comissão Especial do Impeachment

Presidente e relator da Comissão do Impeachment são da base de apoio do governador Wilson Lima.

Após a homologação dos nomes dos membros pela Assembleia Legislativa do Estado (ALE), na manhã desta terça-feira, a Comissão Especial que irá analisar as denúncias de crimes de responsabilidade supostamente praticados pelo governador Wilson Lima (PSC) e o vice-governador Carlos Almeida Filho (PTB) elegeu como presidente a deputada Alessandra Campelo e o seu relator o deputado Dr. Gomes.

A primeira reunião da Comissão, nesta terça-feira, foi presidida pelo deputado Belarmino Lins (PP), por ser o mais velho. Ele comandou a eleição do presidente e do relator.

Foram candidatos a presidente da deputada Alessandra Campelo (MPDB) e o deputado Felipe Souza (Patriota). Alessandra recebeu 9 votos, contra 7 de Felipe. O deputado Saulo Vianna se absteve.
Foram candidatos a relator os deputados Dr. Gomes, que obteve 10 votos, e o deputado Fausto Junior, que obteve 6. O deputado João Luis se absteve.

Votaram em Alessandra Campelo para a presidência da Comissão: Adjuto, Alessandra, Belarmino, Cabo Maciel, Carlos Bessa, Dr. Gomes, Joana Darc. Roberto Cidade, Terezinha.

Votaram em Felipe Souza para a presidência da Comissão: Delegado Péricles, Dermilson, Fausto Junior, Felipe Souza, João Luis, Sinésio e Wilker.

Votaram em Dr. Gomes para relator da Comissão: Adjuto, Alessandra, Belarmino, Cabo Maciel, Carlos Bessa, Dr. Gomes, Joana Darc. Roberto Cidade, Saulo, Terezinha.

Votaram em Fausto Junior para relator: Delegado Péricles, Dermilson, Fausto Junior, Felipe Souza, Sinésio e Wilker.

A Comissão Especial será composta pelos deputados estaduais indicados pelos blocos partidários formados no Parlamento estadual. Na última semana foram divulgados no Sistema de Apoio ao Processo Legislativo (SAPL) da Aleam os nomes indicados, ficando assim a lista: Fausto Júnior (PRTB), Delegado Péricles (PSL), Felipe Souza (Patriota), Therezinha Ruiz (PSDB), João Luiz (Republicanos), Alessandra Campêlo (MDB), Dr. Gomes (PSC), Saullo Vianna (PTB), Belarmino Lins (Progressistas), Cabo Maciel (PL), Wilker Barreto (Podemos), Dermilson Chagas (Podemos), Roberto Cidade (PV), Carlinhos Bessa (PV), Adjuto Afonso (PDT), Sinésio Campos (PT), Joana Darc (PL).

Na Sessão Plenária da última quinta-feira (9), a deputada Alessandra Campêlo, 1ª vice presidente da Casa, presidiu a votação que elegeu os membros da Comissão Especial para analisar o possível impeachment do governador e seu vice.

Porém, na 1ª reunião preparatória da Comissão Especial, realizada na sexta-feira (10), e que serviria para escolha do presidente e do relator da Comissão, o deputado Fausto Júnior, questionou o quórum presente na eleição do dia anterior.

O deputado Belarmino Lins, que presidia a reunião preparatória por ser o parlamentar com maior idade, solicitou a ata da reunião plenária do último dia 9. Na ata verificou-se que, de fato, no momento da homologação dos membros da Comissão Especial, tinham apenas 12 deputados presentes. O quórum mínimo para esta votação era de 13 deputados.

Diante do fato e em nome da legalidade e idoneidade dos trabalhos da Comissão, Belarmino Lins anulou a eleição anterior e convocou uma nova para a próxima Sessão Plenária, que aconteceu nesta terça-feira (14).

Clique para comentar

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três × três =

Need Help? Chat with us