Conecte-se conosco

Amazonas

Defesa anuncia buscas por indigenista e jornalista com helicóptero após CMA negar ter sido acionado

Dom Phillips e Bruno Araújo Pereira estão desaparecidos na região do Vale do Javari, na Amazônia, desde a manhã do último domingo.

O Comando Militar da Amazônia (CMA) informou, em nota divulgada à imprensa nesta segunda-feira (06/06), que tem condições de cumprir missão de busca no caso do desaparecimento do jornalista Dom Phillips e do indigenista Bruno Araújo Pereira na região amazônica, mas que ainda não o fez por não ter sido ordenado pelo Escalão Superior. As informações são do site do jornal O Estado de S. Paulo.


A nota foi compartilhada pelo jornalista e colunista do Estadão Pedro Doria. No documento, o Comando afirma que “as ações serão iniciadas mediante acionamento”. O órgão responde diretamente ao Exército Brasileiro, que, por sua vez, responde ao Ministério da Defesa.

Pouco após a divulgação da nota do CMA, o perfil oficial da Defesa no Twitter informou que a pasta está “prestando todo o apoio necessário” nas buscas aos desaparecidos. Segundo o Ministério, um helicóptero do 1° Esquadrão de Emprego Geral do Noroeste deve entrar na força-tarefa nesta terça-feira, 7, além de duas embarcações e uma Moto Aquática.

A Defesa afirmou ainda que a Marinha enviou uma equipe de busca e salvamento para o município de Atalaia do Norte (AM), e que foram realizadas ações nos rios Javari, Itaquaí e Ituí, no interior do Amazonas, durante a tarde da segunda-feira.

Dom Phillips é colaborador do The Guardian e cobre meio ambiente; Bruno Araújo Pereira um exímio conhecedor da região do Vale do Javarí. E estão desaparecidos na região do Vale do Javari, na Amazônia, desde a manhã do último domingo, 5.

Clique para comentar

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

12 − 1 =