Conecte-se conosco

Amazonas

Decano do TCE do Amazonas, Julio Cabral se aposenta e abre vaga para Assembleia Legislativa escolher novo membro

Aprovado de forma unânime pelos conselheiro da Corte, o acórdão com a decisão de aposentadoria do conselheiro já foi publicado no Diário Oficial Eletrônico do TCE.

Aos 68 anos de idade, o decano do Tribunal de Contas do Amazonas (TCE), conselheiro Julio Cabral, teve o pedido de aposentadoria deferido na manhã desta terça-feira (29/03). O pedido foi lido pela presidente em exercício, conselheira Yara Lins dos Santos, no início da 10ª Sessão Ordinária do Tribunal Pleno, e levou em conta motivos de saúde do conselheiro.

A partir do pedido de aposentadoria, o TCE irá comunicar oficialmente a Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE) e o Governo do Amazonas sobre a abertura de vaga oriunda da Assembleia. Após encaminhamento dos ofícios, a casa legislativa do Amazonas deve dar prosseguimento às medidas administrativas para preenchimento do cargo.

Aprovado de forma unânime pelos conselheiro da Corte, o acórdão com a decisão de aposentadoria do conselheiro já foi publicado no Diário Oficial Eletrônico do TCE.

A aposentadoria de Julio Cabral acontece após quase 22 anos de serviços ao TCE. Ele foi nomeado conselheiro do Tribunal em 27 de abril do ano de 2000. Entre suas atividades, foi presidente, vice-presidente e ouvidor, além de ter presidido a 1ª e 2ª Câmaras do órgão.

Ausente da sessão, cumprindo agenda externa do TCE, o conselheiro-presidente Érico Desterro manifestou toda a admiração pelo agora conselheiro aposentado. “Além de um excelente homem público, íntegro e correto, Julio Cabral é melhor ainda como ser humano e amigo. Ele encerra agora sua carreira como conselheiro do Tribunal, mas pode ter certeza que seu nome ficará marcado na história desta Casa. Desejo saúde e serenidade nessa nova fase da sua vida”, disse.

O coordenador da Escola de Contas Públicas (ECP), conselheiro Mario de Mello, destacou a integridade com que Julio Cabral exerceu suas funções na Corte de Contas. “É preciso reiterar a excelente relação dessa casa com uma figura tão querida, competente e íntegra como é o Julio Cabral. Reitero também que o nosso companheiro tenha muita luz e saúde nessa nova fase da vida que ele vai prosseguir”, afirmou.

Além da longa trajetória como conselheiro no TCE, Antônio Julio Bernardo Cabral possui extensa vida pública, sendo eleito deputado federal pelo estado de Roraima, ficando no mandato de 1991 a 1995. É graduado em Direito pela Universidade Cândido Mendes, do Rio de Janeiro e filho único do ex-senador José Bernardo Cabral e de Zuleide da Rocha Bernardo Cabral. Durante sua carreira, foi agraciado com importantes condecorações, como a Medalha Tiradentes, a Medalha do Pacificador e a Medalha Ruy Araújo. Foi nomeado conselheiro do TCE no ano de 2000 pelo então governador Amazonino Mendes,

Clique para comentar

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

2 + 10 =