Conecte-se conosco

Amazonas

Crise na Segurança do AM: coronel do Exército deixa Secretaria de Inteligência menos de 30 dias após assumir a pasta, diz site

Um outro coronel do Exército assumirá o comando da SEAI, na Secretaria de Segurança

Coronel estava no lugar do delegado Samir Freire, preso pela PF por suspeita de roubo e extorsão a garimpeiros

Menos de um mês depois de assumir a Secretaria de Estado de Inteligência do Amazonas (Sai), o coronel do Exército brasileiro Luiz Gomes Perez pediu exoneração do cargo, na última quarta-feira (06/10). Ele havia substituído o delegado Samir Freire, denunciado pelo Ministério Público do Estado (MP-AM) por roubo de ouro e extorsão a garimpeiros. A informação é do site Portal do Holanda.

Segundo o site, à cúpula do Governo do Amazonas, o coronel Perez alegou motivos pessoais para deixar o comando da Seai, que ficou este ano, após a saída de Samir Freire, 71 dias sem um titular.

Em julho deste ano, Samir Freire foi preso durante operação MP-AM e da Polícia Federal. Segundo o MP-AM, 60 quilos de ouro foram roubados por meio de extorsão a garimpeiros, o que equivaleria a R$ 18 milhões.

Samir, segundo o MP-AM, é acusado junto a mais outros servidores da Secretaria Adjunta de Inteligência (SEAI) de envolvimento na subtração de ouro, mediante graves ameaças dirigidas aos transportadores do referido metal.