Conecte-se conosco

Amazonas

Com redução de casos, Amazonas retorna à fase fase amarela, com risco baixo para Covid-19

Após três semanas na fase laranja, o estado teve redução na média diária de casos confirmados e estabilidade de internações da doença, e voltou à fase amarela.

O Amazonas retornou à fase amarela (risco baixo) de transmissão da Covid-19, após a redução na média diária de casos confirmados e estabilidade de internações pela doença no estado. A atualização do quadro consta na atual edição do Boletim Epidemiológico da Covid-19, divulgado nesta terça-feira (2).

O boletim é uma produção da Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas – Drª Rosemary Costa Pinto (FVS-RCP), vinculada à Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (SES-AM). Esta edição, de Ano 1 e nº 10, analisa o período dos últimos dois meses, destacando os últimos 14 dias (18 a 31 de julho).

Após registrar um aumento na média de novos casos, no dia 11 de julho, o estado entrou na fase laranja, com risco moderado de transmissibilidade de Covid-19, segundo a FVS-AM. A regressão de fase aconteceu dez dias depois do Amazonas ter entrado na fase amarela, no dia 1º de julho deste ano.

De 18 a 31 de julho, a média diária de casos de Covid-19 variou de 814 para 540 casos no Amazonas. Em Manaus, a mesma média foi reduzida de 321 para 191 casos. No interior, o indicador foi de 493 para 350 casos. A maioria dos casos, nos últimos dois meses, está concentrada em adultos (20 a 59 anos), que compreende 74% dos casos.

Ainda conforme o boletim, houve estabilização na ocupação de leitos de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), sem alteração na taxa de ocupação que é, até o período analisado, de 22 pacientes internados em leitos de UTI designados para pacientes com Covid-19, na rede de saúde pública e privada localizada em Manaus.

Em leitos clínicos, a taxa de ocupação variou de 62,5% para 47%. Entre os internados, nos últimos dois meses, 56% apresentam pelo menos um fator de risco, como cardiopatias e diabetes. De 18 a 31 de julho, foram registrados nove óbitos.

A cobertura vacinal do esquema primário (2ª dose ou dose única) no Amazonas é de 70,6%, considerando a população de 3 anos ou mais, sendo que a capital apresenta cobertura de 78,2% e o interior de 61,9%. A atualização diária da cobertura vacinal contra Covid-19 no Amazonas está disponível no Vacinômetro estadual.

Clique para comentar

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

5 × três =