Conecte-se conosco

Amazonas

Com Alfredo Menezes na Suframa, Polo Industrial de Manaus bateu recorde histórico de faturamento em 2019

De acordo com o site O Antagonista, Alfredo Menezes, com um pouco mais de um ano no cargo, será substituído no cargo, por decisão do presidente Jair Bolsonaro.

Desde que foi criado o Real o Polo Industrial de Manaus (PIM) nunca havia atingindo um nível de faturamento acima da casa dos R$ 100 bilhões em um ano.

No primeiro ano do presidente Jair Bolsonaro e com Alfredo Menezes na superintendência da Suframa, pela primeira vez na série histórica o Polo Industrial de Manaus (PIM) superou a marca de R$ 100 bilhões em faturamento anual. De janeiro a dezembro de 2019, o PIM faturou R$ 104,62 bilhões, o que representa crescimento de 12% em relação ao ano de 2018 (R$ 93,41 bilhões) e acompanha a retomada de crescimento do Polo iniciada em 2017, quando o faturamento cresceu 9,86% em relação a 2016.

Na comparação em dólar, o faturamento em 2019 foi de US$ 26.42 bilhões, representando crescimento de 3,61% em relação ao ano anterior (US$ 25.50 bi), mesmo com o dólar fechando o ano acima de R$ 4. Os dados são sintetizados pela Superintendência da Zona Franca de Manaus.

De acordo com o site O Antagonista, Alfredo Menezes, com um pouco mais de um ano no cargo, será substituído no cargo, por decisão do presidente Jair Bolsonaro, pelo general de brigada Algacir Polsin, hoje comandante da 4ª Região Militar, em Manaus .

No ano passado, dos seis segmentos com maior participação no faturamento do PIM, cinco apresentaram crescimento em 2019: Eletroeletrônico (faturamento de R$ 27,43 bilhões e crescimento de 5,32%); Bens de Informática do Polo Eletroeletrônico (faturamento de R$ 23,55 bilhões e crescimento de 17,53%); Duas Rodas (faturamento de R$ 15,14 bilhões e crescimento de 16,79%); Metalúrgico (faturamento de R$ 8,05 bilhões e crescimento de 41,75%); e Termoplástico (faturamento de R$ 6,83 bilhões e crescimento de 18,65%).

Entre os principais produtos fabricados pelo Polo, houve crescimento na produção de itens como televisores com tela de cristal líquido (12,8 milhões de unidades fabricadas e crescimento de 10,24%); telefones celulares (14,3 milhões de unidades fabricadas e crescimento de 0,84%); motocicletas, motonetas e ciclomotos (1,1 milhão de unidades fabricadas e crescimento de 6,03%); condicionadores de ar do tipo split system (4,8 milhões de unidades fabricadas e crescimento de 51,52%); e bicicletas, inclusive, elétricas (921,3 mil unidades fabricadas e crescimento de 18,56%).

Mão de obra

A mão de obra do PIM, no mês de dezembro de 2019, registrou 89.480 trabalhadores empregados, entre efetivos, temporários e terceirizados. Já a média mensal do ano ficou em 89.251 empregos, com aumento de 1.715 postos de trabalho em relação a média mensal de 2018 (87.536).

Alfredo Menezes disse, em press release da Suframa, que os resultados positivos dos indicadores do PIM no ano de 2019 devem-se às ações tomadas pelo governo federal que possibilitaram a recuperação da economia nacional, uma vez que cerca de 95% dos produtos do Polo são destinados a abastecer o mercado nacional. “Foi um ano positivo no faturamento e também na geração dos empregos, mas nossa expectativa é de alcançar resultados ainda melhores nesses indicadores à medida em que trabalhamos em sintonia com o Ministério da Economia na desburocratização e na atração de investimentos, melhorando cada vez mais o ambiente de negócios na região”, afirmou.

Clique para comentar

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

sete + 6 =

Need Help? Chat with us