Conecte-se conosco

Amazonas

CNN: ministro Pazuello diz que vacina será distribuída simultaneamente e Manaus terá prioridade

Ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, voltou a dizer que estados receberão vacina contra Covid-19 simultaneamente

Em pronunciamento nesta quarta-feira (13), o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, afirmou que “Manaus vai ser o primeiro lugar a ser vacinado. Vacina será distribuída simultaneamente e Manaus terá prioridade”. As informações são da CNN Brasil. Há dois dias, o ministro disse, em Manaus, que a data para início da vacinação contra a Covid-19 é incerta e que Amazonas não teria prioridade na distribuição.

“A vacina será distribuída simultaneamente em todos os estados em sua proporção de população e Manaus terá sua prioridade também”, disse o ministro. “Ninguém receberá a vacina antes de Manaus”, disse o ministro, segundo a CNN.

O ministro da Saúde reafirmou em Manaus que o Brasil está preparado para iniciar a vacinação contra a Covid-19 assim que houver o aval da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Segundo o ministro, todos os estados receberão as doses ao mesmo tempo, garantindo a imunização gratuita e não obrigatória para todos os brasileiros e brasileiras.

“O nosso programa de vacinação para a Covid-19 será o maior do mundo. Porque o povo brasileiro já está adaptado e quer receber a vacina. A prioridade é o Brasil todo”, ressaltou.

Pazuello reforçou que o Brasil possui, até o momento, 354 milhões de doses contratadas, destacando os 2 milhões de doses da vacina da AstraZeneca, já comprados junto ao laboratório indiano Serum, e os 6 milhões de doses do laboratório chinês Sinovac adquiridos pelo Instituto Butantan.

“A previsão inicial é começar a vacinar os brasileiros no próximo dia 20. Trabalhamos com três prazos. O mais dilatado é de 10 de fevereiro até o início de março”, esclareceu.

De acordo com o Plano Nacional de Operacionalização da Vacina contra a Covid-19, elaborado pelo Ministério da Saúde, o início da distribuição das doses acontecerá em até cinco dias após a aprovação dos imunizantes pela Anvisa. As vacinas serão enviadas aos estados por via aérea e terrestre, que serão encarregados de distribuir aos municípios.

O ministro aproveitou a presença de gestores locais do estado do Amazonas para pedir a reorganização das Unidades Básicas de Saúde (UBS) – locais onde estão instaladas grande parte das salas de vacinação.

“Prefeitos, façam um checklist das salas de vacinação, do depósito, da geladeira que armazena as doses. Reorganizem o combate. UBS é isso”, enfatizou.

Durante o evento em Manaus, o Ministério da Saúde lançou o aplicativo TrateCOV – ferramenta que irá implantar um novo método científico para detectar casos de Covid-19 nos postos de saúde. Por um aplicativo de celular, profissionais de saúde irão utilizar um protocolo clínico para fazer um diagnóstico rápido da doença através de um sistema de pontos que obedece rigorosos critérios médicos. Manaus será a primeira cidade a testar o aplicativo que, após, poderá ser ampliado para outros municípios.

“O diagnóstico não é do teste, é do profissional médico. O tratamento, a prescrição, é do médico. E a orientação é precoce. E essa é a orientação de todos os conselhos de medicina”, disse Pazuello, defendendo o tratamento precoce contra a Covid-19.

Need Help? Chat with us