Conecte-se conosco

Amazonas

Assembleia Legislativa do Amazonas barra trabalhadores da Saúde que iam protestar contra secretário

O objetivo dos trabalhadores era aproveitar a presença do secretário de saúde do Estado, Anoar Samad, para cobrar o pagamento de direitos trabalhistas de 6.442 profissionais, que já soma mais de R$ 58 milhões.

Um grupo de profissionais da saúde foi barrado na manhã desta segunda-feira (07/03), de entrar na galeria da Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE). O objetivo dos trabalhadores era aproveitar a presença do secretário de saúde do Estado, Anoar Samad, que estava recebendo a Medalha Ruy Araújo e o título de Cidadão do Amazonas, para cobrar o pagamento de direitos trabalhistas de 6.442 profissionais do Regime do Direito Administrativo (RDAs), que já soma mais de R$ 58 milhões.

A presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Santas Casas, Entidades Filantrópicas e Religiosas e Estabelecimentos de Saúde do Estado do Amazonas (Sindpriv-AM), Graciete Mouzinho, afirmou, em tom de ironia, que gostaria de ter tido a oportunidade de homenagear o secretário pelos feitos aos trabalhadores. Segundo o Sindicato, o ‘calote’ do Executivo é desde janeiro de 2020.

“Eu nunca pensei que isso fosse acontecer, isso aqui é um órgão público. Parabenizo o secretário de saúde por não pagar o nosso ticket alimentação, nosso risco de vida, por não dar um conforto para gente descansar e uma comida decente, porque hoje o profissional recebe a comida cheia de ‘tapuru’. Essa medalha é para isso? Para que ele maltrate ainda mais os profissionais da saúde? “, criticou Graciete.

Para o deputado estadual Wilker Barreto (sem partido), a homenagem concedida pelo Poder Legislativo ao secretário estadual, em meio ao caos do sistema público, é uma afronta à sociedade amazonense e aos heróis da saúde que atuam na rede pública.

“O que aconteceu aqui, com portas fechadas, é uma vergonha e um acinte ao povo do Amazonas. Um secretário que, junto com governador, não paga os RDAs, que a saúde está um caos, que não recebe sindicato e se recusa a sentar com deputado estadual. Meu repúdio a isso e quarta-feira vamos ter votação de requerimentos, quero ver se o secretário não virá aqui na Assembleia prestar os devidos esclarecimentos”, ponderou Barreto, frisando o pedido de convocação do secretário Anoar Samad para comparecer na Casa Legislativa para apresentar soluções acerca das problemáticas da saúde.

Clique para comentar

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

12 + 17 =