Conecte-se conosco

Amazonas

Após repercussão negativa, Governo do AM envia UTI aérea para criança doente que esperou 6 dias no interior

Bebê está com pneumonia e tem um dos pulmões comprometido

Pouco mais de 24 horas após a repercussão negativa nas redes sociais contra o Governo do Amazonas, gerada pelo apelo desesperado da dona de casa Maria Josiane de Souza para que seu filho de um ano e um mês fosse transferido do Hospital Regional de Eirunepé, a Secretaria de Saúde do Estado (SES) enviou uma UTI aérea para transportar para um hospital de Manaus a criança que tem um quadro grave de pneumonia.

A criança, que já estava com um pulmão comprometido devido ao agravamento da pneumonia, segundo informou Maria Josiane de Souza, esperava há seis dias pela transferência para uma unidade hospitalar em Manaus. “Estou muito preocupada, não sei mais o que fazer. Eu sou uma mãe que está na fé, orando muito para que Deus não deixe acontecer nada com o meu filho. Só esperar que alguém faça alguma coisa”, disse ela na segunda-feira.

Maria Josiane de Souza informou, segunda-feira, que o filho, precisava com urgência ser transferido para Manaus para fazer drenagem (o pulmão. E disse que temia que a situação se agravasse ainda mais e o filho sofresse sequelas. “Se demorar, pode piorar o caso dele e eu não sei o que pode acontecer. A barriguinha dele está inchando, devido o líquido que está no pulmão. Não sei se é governo, só sei que eles não estão fazendo nada”, protestou.

Josiane postou nas redes sociais um pedido de oração para o filho, dizendo que o hospital de Eirunepé não tem condições de atender a criança. “Não tem anestesia”. Ela diz que quem pede é uma mãe no desespero com medo, mas com “muita fé em Deus” de que a criança vai melhorar.

Clique para comentar

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

um × 1 =