Conecte-se conosco

Amazonas

Amazonas: cantor Arlindo Jr. morre aos 51 anos em Manaus

O cantor conhecido como o Pop da Selva lutava contra um câncer e faleceu no Hospital Samel, onde deu entrada há dois dias.

Morreu na noite deste domingo (29) o cantor, ex-levantador do boi-bumbá Caprichoso e ex-vereador Arlindo Júnior aos 51 anos, em Manaus. Ele lutava contra um câncer e faleceu no Hospital Samel, onde deu entrada há dois dias. O corpo dele será velado a partir das 8h deste dia 30, no Centro de Convenções Vasco Vasquez – ao lado da Arena da Amazônia.

Em nota, o Boi Bumbá Caprichoso, onde ele atuou durante anos no Festival de Parintins, informou que “na memória e no coração azulado, estamos com os grandes clássicos do Festival em sua voz”, diz trecho do pronunciamento. Por mais de 30 anos, Arlindo conquistou títulos e cantou as toadas clássicas que embalam festas dos bois bumbás pelo Amazonas.

O cantor informou em 2016, por meio de redes sociais, que estava com câncer na pleura. Após o primeiro turno das eleições naquele ano, quando não conseguiu reeleição à Câmara Municipal de Manaus, Arlindo Jr. voltou ao hospital.

Um dos maiores nomes da história do boi-bumbá no Amazonas, Arlindo Júnior, o Pop da Selva, dedicou grande parte de sua vida a cultura. Inseriu nas toadas instrumentos da música pop. E foi admirado e respeitado pelos torcedores dos bumbas Garantido e Caprichoso. No Festival de Parintins deste ano, despediu-se daquela que foi sua casa, o Bumbodromo de Parintins, cantando a toada Pesadelo dos Navegantes, toada de Ronaldo Barbosa que ficou eternizada na voz dele.

Em março deste ano, 30 anos após iniciar a carreira artística como levantador de toadas do Boi-Bumbá Caprichoso, o cantor voltou ao palco onde sua história. Ele comandou o 1º Ensaio Show do Caprichoso na temporada 2019, ao som do ritmo da Marujada de Guerra, no curral Zeca Xibelão, em Parintins. Foi recebido no palco pelo troar dos tambores da Marujada de Guerra. “Sou Caprichoso e tô aqui de novo. Meu sentimento, não se acaba, só aumenta, vem da energia, do suor dessa galera, que arrepia e que liberta dentro do meu peito essa paixão. É azul meu coração”, declarou, com os versos da toada “Sentimento Caprichoso”.

Arlindo Jr falou do envolvimento com a galera do Caprichoso. “Eu tenho o amor de vocês e com certeza esse amor pela minha galera será eterno. Estou aqui, graças à Deus e às orações de vocês, pois eu estava muito mal em São Paulo quando o presidente Babá Tupinambá me convidou para cantar e vibrar junto com vocês. Isso é coisa divina, é a energia maravilhosa dessa terra que eu amo, Parintins. Muito obrigado a todos por esse momento”, afirmou.

Clique para comentar

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

três × 4 =