Conecte-se conosco

Amazonas

Agosto Dourado: empresas do PIM incentivam amamentação no trabalho

A recomendação da Organização Mundial de Saúde (OMS) é manter o aleitamento materno exclusivo até os seis meses de idade e como complemento até os dois anos ou mais.

Duas empresas de Manaus dão exemplo de como é possível incentivar a amamentação no trabalho, neste mês de Agosto Dourado. A Samsung e a P&G criaram espaçox onde as colaboradoras lactantes podem retirar o leite, armazenar em uma geladeira e decidir se doam ou se levam para ser o alimento do bebê enquanto trabalham. Os espaços foram pensados para incentivar as trabalhadoras a continuarem a amamentação, mesmo após o fim da licença maternidade, que nas empresas é de seis meses.

Os locais estão preparados para armazenar o leite em condições seguras para coleta, armazenagem e posterior doação. A recomendação da Organização Mundial de Saúde (OMS) é manter o aleitamento materno exclusivo até os seis meses de idade e como complemento até os dois anos ou mais. A iniciativa tem o apoio da equipe da Coordenação de Saúde da Criança da Secretaria de Estado de Saúde (Susam).

Com cerca de 2 mil colaboradoras, a Samsung tem o “Cantinho da Mamãe”, funcionando desde maio do ano passado. De acordo com o gerente de EHS – Saúde, Segurança e Meio Ambiente da Samsung – Ricardo Turenko, a entrega do “Cantinho da Mamãe” atendeu a uma necessidade das colaboradoras. Segundo ele, a inauguração do espaço foi fundamental para a manutenção da saúde da criança e para que a mãe possa ficar tranquila no ambiente de trabalho.

De acordo com a coordenadora estadual de Saúde da Criança, Rhammily Amud, todas as empresas que tiverem interesse em incentivar o aleitamento materno devem procurar o Banco de Leite das maternidades. “O cantinho dedicado à amamentação recebe o suporte, com toda a assessoria da Susam, dizendo como deve ser a geladeira, como tem que ser projetado o espaço. A empresa que demonstrar interesse deve procurar um Banco de Leite, para se vincular e todas as informações serão dadas”, explicou.

Outro exemplo de apoio ao aleitamento materno no trabalho está na unidade da P&G de Manaus, que também dispõe, desde 2015, de uma a Sala de Apoio à Amamentação, voltada para funcionárias que estão em período de aleitamento materno. A iniciativa foi a primeira de toda a Região Norte.

Além de trazer mais comodidade para as mães lactantes, a iniciativa tem ainda um caráter social: o excedente do leite é doado ao Banco de Leite da Susam, na Maternidade Ana Braga.

A P&G recebeu uma certificação do Ministério da Saúde (MS) por cumprir os três eixos básicos da Estratégia Mulher Trabalhadora que Amamenta: licença maternidade de seis meses, sala de apoio para a coleta e armazenamento do leite materno, creches para os filhos das trabalhadoras.

As funcionárias de empresas privadas que aderiram ao programa “Empresa Cidadã”, como é o caso da Samsung e da P&G, têm o direito de requerer a ampliação da licença maternidade de quatro, para seis meses.

Clique para comentar

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

dezesseis − 7 =