Conecte-se conosco

Amazonas

Administração de Wilson Lima gasta mais e planeja acabar com Secretaria de Cultura

Alegando falta de orçamento, governador do Amazonas propôs fazer a fusão da Secretaria de Cultura (Sec) com a Secretaria de Esporte (Sejel) e a Secretaria de Educação (Seduc), numa futura reforma administrativa.

A administração do governador Wilson Lima (PSC) gastou na Secretaria de Estado de Cultura (Sec), em oito meses, R$ 129,48 milhões, contra R$ 131,45 milhões em todo o ano passado, na administração anterior. Faltando ainda quatro meses para encerrar o ano, a administração de Lima (PSC), gastou R$ 1,97 milhão a menos que nos 12 meses da administração passada na Sec.

Dos R$ 129,48 milhões, quase a metade, R$ 56,2 milhões foram destinados para a Agência Amazonense de Desenvolvimento Cultural (AADC), pessoa jurídica de direito privado sem fins lucrativos, criada por meio da Lei nº 3.582 de 29 de dezembro de 2010 e instituída pelo decreto nº 31.136 de 30 de março de 2011, sob a forma de Serviço Social Autônomo, com a finalidade de promover o apoio à execução de políticas de desenvolvimento cultural, “especialmente as que contribuam para promoção artística, formação de técnicos e artistas, geração de empregos e promoção cultural do Estado”.

Na última segunda-feira, alegando falta de orçamento, Lima propôs fazer a fusão da Sec com a Secretaria de Esporte (Sejel) e a Secretaria de Educação (Seduc), numa futura reforma administrativa a ser apresentada à Assembleia Legislativa (ALE) após a Semana da Pátria. Um dos motivos que levou o governador a cogitar a extinção das pastas de Cultura e de Esportes, segundo ele, é a insuficiência de verba para manter as duas secretarias.

“Por exemplo, o orçamento que foi programado no ano passado para (SEC) já terminou em junho. E olha que a gente não fez nada além do que já estava programado para ser feito”, justificou.

O governador citou a reforma administrativa do Estado que vem sendo prometida por ele desde maio deste ano, mas que até agora não saiu do papel. “Vamos tentar fazer nessa reforma administrativa, que é uma reforma que estamos discutindo amplamente para melhorar e tornar mais efetiva a máquina pública.” Dessa vez, Lima afirmou que enviará o projeto com a reforma depois do Feriado da Semana da Pátria, cujo primeiro dia útil inicia no dia 9 de setembro, próxima segunda-feira. “A gente deve fazer isso após o feriado, depois dessa Semana da Pátria a gente deve estar encaminhando para a Assembleia Legislativa (do Estado)”, concluiu.

Veja os pagamentos da SEC de 2019, no Portal da Transparência do Estado.