Conecte-se conosco

Amazonas

Ação do MP-AM revela que mulher de 77 anos esperou desde 2019 por cirurgia de remoção de vesícula no Amazonas

A cirurgia ocorreu no dia 17 de maio de 2022. A petição foi assinada pelo Promotor de Justiça Vitor Fonsêca, da 42ª Promotoria de Justiça de Direitos da Pessoa Idosa e da Pessoa com Deficiência.

O Ministério Público do Amazonas (MP-AM) informou, nesta quinta-feira (02/06), que uma Ação Civil, com tutela provisória de urgência no âmbito recursal, garantiu a realização urgente de exames e de cirurgia para remoção da vesícula, em favor de uma paciente idosa, que estava desde 2019 aguardando a realização do procedimento pelo Estado do Amazonas.

A cirurgia ocorreu no dia 17 de maio de 2022. A petição foi assinada pelo Promotor de Justiça Vitor Fonsêca, da 42ª Promotoria de Justiça de Direitos da Pessoa Idosa e da Pessoa com Deficiência.

Segundo o MP-AM, a paciente é pessoa de 77 anos e em 2019 fez a solicitação no âmbito administrativo para o procedimento da cirurgia e de exames. O procedimento foi considerado de risco amarelo (urgência) no SISREG, mas desde então a idosa não obteve resposta do Estado do Amazonas, e por isso, denunciou o caso ao Ministério Público.

O Ministério Público pediu a tutela de urgência, mas o juízo de primeiro grau indeferiu o pedido. Houve recurso contra a decisão e a 2a. Câmara Cível concordou com o entendimento da Promotoria de Justiça e deferiu o pedido de tutela antecipada recursal.

“Ainda não saiu a sentença. Conseguimos essa cirurgia em tutela de urgência no âmbito do recurso no Tribunal de Justiça, algo que foi ainda mais importante, pois não temos que esperar até o final do processo. O Tribunal entendeu o risco para a idosa, viu o excessivo prazo de espera por parte do Estado e deferiu a tutela antecipada recursal em favor da idosa”, explicou o Promotor de Justiça.

Há três semanas, o deputado estadual Dermilson Chagas informou que o Hospital e Pronto-Socorro (HPS) Dr. Aristóteles Platão Bezerra de Araújo enfrenta superlotação, com pacientes idosos em macas sem lençol nos corredores.

Casa de Idoso apoiada pelo Governo do AM não tem alvará sanitário e nem plano de combate a incêndio, aponta MP

Clique para comentar

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

vinte + 12 =