Conecte-se conosco

Amazonas

‘A cúpula da organização criminosa, comandada pelo governador, continua delinquindo’, diz vice-governador Carlos Almeida

O vice-governador ressaltou que a Polícia Federal não encontrou nada que o incriminasse em inquérito

Vice-governador do Amazonas, Carlos Alberto Almeida Filho. (Foto:Divulgação/Internet)

Em entrevista ao programa 18 Horas da Rádio Mix FM, o vice-governador do Amazonas, Carlos Almeida (PSDB), disse, na noite desta terça-feira (27/07), que o estado amazonense se encontra num rochedo, onde segundo ele, alertou a população em uma carta, no 18 de maio de 2020, quando pediu exoneração da Casa Civil. Ele citou o ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) ministro Francisco Falcão, de que um grupo criminoso, comandado pelo governador Wilson Lima, seguia cometendo crimes no Executivo Estadual.
“O estado do Amazonas se encontra exatamente no lugar que eu afirmei que iria se encostar (rochedo). O estado do Amazonas entrou para as páginas policiais do Brasil inteiro, e nós estamos pagando com escândalos a nível nacional e nós tivemos pagando isso com nossos irmãos morrendo no início do ano. Quem fala sobre isso é o ministro (Francisco) Falcão na decisão do dia 26 de maio, que tomamos conhecimento no dia 2 de junho deste ano. Ele afirmou que a cúpula da organização criminosa, comandada pelo governador continua delinquindo mesmo diante das investigações. Isso está na decisão do ministro”, comentou Carlos Almeida.

Ao ser questionado sobre a organização criminosa existe de fato e se seria comandada pelo governador Wilson Lima, Carlos Almeida deixou a resposta para a Justiça e ressaltou que a Polícia Federal deixou o questionamento no inquérito que apura a compra superfaturada de aparelhos respiratórios que foram comprados em loja de vinho.
“Com a palavra a Justiça. Mas uma coisa é muito clara. A Policia Federal, que é a instituição de maior credibilidade neste Brasil, deixou isso muito claro. A mesma PF num relatório de 448 páginas investiga a minha vida e me inocenta das acusações”, disse Carlos Almeida.

Ao avaliar os dois anos e sete meses de gestão Wilson Lima, o vice-governador Carlos Almeida disse que o executivo é tomado pela falta de ‘interesse público’. “O que é uma completa apatia frente aos problemas do estado e daí os desdobramentos de maneira criminal acabam sendo consequência, mas é um desconhecimento e possivelmente falta de compromisso com o interesse público”, disse.

Carlos Almeida ironizou o comportamento político-eleitoral de Wilson Lima que visa a reeleição em 2022. “Falta combinar com os russos. Eu não tenho a rejeição que ele possui. Uma coisa é muito simples, patente, e você consegue observar: ninguém mais aceita o estado das coisas que eles estão. Se ele entende que é o correto entregar a mesma prestação de serviço que está agora, que siga à frente com o seu ímpeto. Mas eu acredito que as vozes das ruas que se encontram no dia a dia são diferentes da realidade que eu enxergo”, ironizou Carlos Almeida.

1 Comentário

1 Comentário

  1. Paula 28/07/21 - 19:06

    Concordo com o Vice-governador, pois o Governador tá fazendo muita coisa errada, além da Justiça demorar para afastá-lo do governo. Vamos lá Polícia Federal contamos com você para prender o WILSON LIMA, o povo clama,

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

vinte − dezessete =