Conecte-se conosco

Amazonas

Coari (AM): desembargadora prorroga prisões de prefeito, empresário, vereador, sargento e assessor

A relatora do processo afirmou que o processo deixou o status de ‘sigilo absoluto’ e migrou para o de ‘segredo de Justiça’, sendo concedido a todas as partes processuais o devido direito de defesa.

O Tribunal de Justiça do Amazonas informou, hoje, que a desembargadora Carla Reis, em decisão monocrática, deferiu pedido do Ministério Público do Estado (MP-AM) e prorrogou as prisões temporárias do prefeito do município de Coari, Adail José Figueiredo Pinheiro; do empresário Alexsuel Rodrigues; do sargento/PM e assessor do prefeito, Fernando Lima e do vereador e presidente da Câmara Municipal de Coari, Kleiton Batista.

Nos autos, os mandados de prorrogações das prisões temporárias foram assinados nesta segunda-feira (30) pela magistrada, a quem foi distribuído o processo.

Em nota à imprensa divulgada na última sexta-feira (27), a desembargadora Carla Reis informou “que diversos pedidos e diligências solicitados pelo MP-AM foram exaustivamente apreciados dentro de um arcabouço probatório contidos nos autos e resultaram na decretação das quatro prisões temporárias e de aproximadamente 80 mandados de busca e apreensão, domiciliar e pessoal”.

Tais mandados foram cumpridos em Manaus e no município de Coari em desfavor de membros dos poderes Executivo e Legislativo Municipal, além de empresas do ramo privado e de seus sócios.

A relatora do processo afirmou que o processo deixou o status de ‘sigilo absoluto’ e migrou para o de ‘segredo de Justiça’, sendo concedido a todas as partes processuais o devido direito de defesa e pronunciamento nos autos, com acesso irrestrito aos advogados ou de quem tem procuração como representantes das partes.

Clique para comentar

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

2 − 1 =